Livros Em Destaque

[LivrosTOP][bleft]

Arte Em Destaque

[ArteTOP][grids]

Fotógrafo russo conseguiu ligar pessoas aleatórias às suas fotografias em redes sociais

.


Através do uso de uma rede neural artificial, o fotógrafo russo de São Petersburgo Yegor Tsvetkov, com 21 anos de idade, correspondeu fotografias de pessoas que tirou no metro às fotografias presentes nas redes sociais para equiparar a sua aparência na vida real à que mostram online.

Durante seis semanas, Tsvetkov tirou fotografias a pessoas ao acaso no metro e identificou-as na maior rede social da Russia – Vkontakte –, com a ajuda da aplicação FindFace que se baseia em algoritmos de uma rede neural artificial.

Este projecto foi intitulado “Your Face Is Big Data” permitiu ao fotógrafo saber muito mais coisas sobre os indivíduos que fotografou sem ter qualquer tipo de contacto com eles. “Tive a ideia deste projecto quando ouvi falar da aplicação FindFace. Instintivamente soube que queria transmitir às pessoas como é que esta coisa funciona.”

Começou a tirar fotografias às pessoas no metro da cidade, e afirma que as pessoas não reagiram de maneira nenhuma, mesmo sendo óbvio que estavam a ser fotografadas. Em 70% dos casos, conseguiu identificar as pessoas que fotografou, e muitas vezes existe uma grande diferença entre a aparência real da pessoa com a que é projectada nos seus perfis online.



De acordo com Stanislav Kozlovsky, um professor assistente de psicofisiologia do Departamento de Psicologia da Universidade Estatal de Moscovo, esta diferença não é surpreendente. “Numa rede social online, as pessoas tendem a apresentarem-se como gostariam de parecer nos olhares dos outros, o que é variante da sua aparência na vida quotidiana.”

O projecto do fotógrafo tem o objectivo de mostrar às pessoas que o nosso direito à privacidade encontra-se em perigo devido ao desenvolvimento de novas tecnologias digitais. “O meu projecto é uma clara ilustração do futuro que nos aguarda se continuarmos a divulgar tanto sobre nós próprios na internet como fazemos agora.”

Realmente, a diferença entre as fotografias é nítida. Confira nas imagens abaixo.















Sem comentários :


Design Em Destaque

[DesignTOP][list]

Música Em Destaque

[MúsicaTOP][threecolumns]

Arquitectura Em Destaque

[ArquitecturaTOP][bsummary]

Fotografia em Destaque

[FotografiaTOP][twocolumns]