Livros Em Destaque

[LivrosTOP][bleft]

Arte Em Destaque

[ArteTOP][grids]

Taxista paga indemnização por dizer a duas mulheres para pararem de se beijar no seu táxi

.



A discriminação sexual é um assunto que tem vindo a ganhar cada vez mais relevância, mas desta vez chega-nos uma história onde as liberdades individuais prevaleceram e discriminação foi derrotada.

Um taxista da cidade de Nova Iorque foi condenado a pagar uma multa de cerca de 15 mil dólares por ter dito a duas passageiras para pararem de se beijar e por depois as ter insultado quando saíam do táxi, tendo sido acusado de discriminação sexual.

“Guardem esse comportamento para o quarto ou saíam do táxi” disse Mohammed Dahbi.

A atitude do taxista com 17 anos de profissão revoltou o casal, que quis sair imediatamente do táxi. Quando estas saíram do táxi e se recusaram a pagar a viagem, o homem insultou-as, chamando-as de “prostitutas” e “vadias”.

“Sentimos que o que nos aconteceu era errado e queríamos que ele fosse responsabilizado pela sua atitude”, afirmou Christy Spitzer, uma das mulheres visadas, garantindo que apenas trocou um simples beijo com a sua parceira dentro do táxi.

Quando foi ouvido pelo juiz responsável pelo caso, Mohammed afirmou que as mulheres estavam a fazer muito mais do que trocar um beijo, mas isso não o livrou de ser considerado culpado e de pagar uma indemnização ao casal.


Sem comentários :


Design Em Destaque

[DesignTOP][list]

Música Em Destaque

[MúsicaTOP][threecolumns]

Arquitectura Em Destaque

[ArquitecturaTOP][bsummary]

Fotografia em Destaque

[FotografiaTOP][twocolumns]